UFC em Fortaleza, Capital Cearense poderá receber evento do MMA

REUTERS
No último UFC realizado no Rio de Janeiro,
José Aldo derrotou Chad Mende
Governo do Estado se articula para trazer, ainda neste ano, para o Centro de Eventos, o espetáculo do MMA

Não é somente com o futebol internacional que a Capital cearense está ´bem na fita´. Depois de ter recebido rasgados elogios do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e do conselheiro administrativo do Comitê Organizador Local da Copa 2014, Ronaldo ´Fenômeno´, o governo estadual está colocando novamente à prova nosso potencial para recebermos grandes eventos esportivos. Desde novembro, a pedido do governador Cid Gomes, o secretário de Esporte do Estado, Gony Arruda, se articula para trazer para o novo Centro de Eventos uma edição do Ultimate Fight Championship (UFC). A intenção inicial é de que o evento aconteça ainda em 2012.

"Os primeiros contatos já aconteceram. A ideia partiu do governador e, logo depois, o Eike Batista comprou os direitos do UFC no Brasil. Isso facilitou porque conheço o Eike. Fiz contato e ele me convidou para o último UFC Rio. Daí, ele me apresentou ao Alan Adler, que comanda a IMX, empresa do Eike que comprou os direitos do evento. Agora, o Alan está nos Estados Unidos, mas quando retornar, em fevereiro, virá à Fortaleza para visitar o Centro de Eventos", informou o secretário.

Gony disse que vai pressionar a organização do evento para que o UFC no Ceará aconteça ainda neste ano. "Não é fácil, pois é um evento muito bem organizado e somente está confirmado o UFC no Pacaembu, no dia 16 de junho. Se não conseguirmos, vamos trazer o espetáculo em 2013", explica.

Visibilidade
A ideia do governo é interessante sob diversos aspectos: a visibilidade que a Capital cearense teria com um evento desta magnitude, que é uma grande vitrine para a sede - vale lembrar que as audiências do UFC crescem a cada edição. Também teríamos uma significativa movimentação econômica em muitos setores durante a semana do espetáculo comandado por Dana White - em especial o turismo e a gastronomia. Até as academias de artes marciais poderiam se beneficiar com a realização do maior evento de MMA do mundo em Fortaleza.
KID JÚNIOR
Partiu do governador Cid Gomes a ideia de
realizar o UFC no Ceará. O novo Centro de
Eventos seria o trunfo do governo para
atrair o evento

Para o secretário do Esporte, só há vantagens na realização de um evento como estes. "Recebemos a chancela do Valcke e do Ronaldo. Imagina como seria receber o UFC, que hoje é a coqueluche do esporte mundial. Além disso, seria um presente para os cearenses, que têm muito interesse na modalidade. É impressionante a quantidade de pessoas que assistem às lutas de sábado nos bares e restaurantes da Cidade. Está todo mundo ligado nisso", complementa.

Desafio

Não é fácil receber uma edição do UFC. Os contratos para a realização do evento só são assinados após haver garantias do retorno financeiro. Os ingressos são caros, os patrocinadores precisam investir pesado e muita coisa dependerá dos lutadores que seriam escolhidos. Além disso, os horários precisam ser adequados às grades de programação das TVs norte-americanas.

"Acredito que vale a pena o nosso esforço. Temos um grande trunfo que é o Centro de Eventos, com capacidade se ter uma grande arena montada, além de poder receber os eventos secundários como as pesagens oficiais e as coletivas de imprensa", argumenta Gony Arruda.

Outra opção que certamente movimentaria a cidade durante a semana do UFC, seria os midiáticos treinos das estrelas do card principal na paria. As areias do aterro da Praia de Iracema, guardadas as proporções, seriam um bom cenário, assim como foi em Copacabana.

EDITOR: GUTO CASTRO NETO 
Fonte: Diário do Nordeste