Sertão Central: Quixadá luta pelo Hospital do Coração

Município terá destaque com a instalação de uma unidade de saúde específica para as doenças do coração

Quixadá. Dependendo apenas do credenciamento dos órgãos de saúde pública, para assistência ao Sistema Único de Saúde (SUS), Quixadá aguarda com expectativa a visita do secretário de Saúde do Ceará, Arruda Bastos, na manhã desta sexta-feira, para abrir as portas do primeiro centro especializado de assistência cardiológica do Sertão Central. A unidade integrará o complexo do Hospital Maternidade Jesus Maria José (HMJMJ), referência na assistência materno-infantil no Estado. A direção e equipe médica do Hospital do Coração, como será conhecido o complexo médico-hospitalar, apostam no aval do representante do Governo do Estado para agilizar a liberação do atendimento através do SUS.

Deslocamento
Segundo os cardiologistas Ricardo Silveira, Adriano Melo e Nogueira Paes, responsáveis pela implantação do Hospital do Coração, os mais carentes serão os maiores beneficiados com os exames cardiológicos para diagnosticar problemas cardiovasculares, a realização de cirurgias e implantação de marcapasso.

Atualmente, quem precisa se submeter a um cateterismo, como é conhecido esse tipo de exame, é obrigado a se deslocar pelo menos 160Km, até Fortaleza, onde estão situados os centros especializados mais próximos. Com a liberação, Quixadá será a terceira cidade do Interior do Ceará a contar com um centro especializado de assistência cardiológica. Conforme Ricardo Silveira além de Fortaleza, apenas Sobral e Juazeiro do Norte disponibilizam centros médicos com estrutura para realização de exames e cirurgias de doenças do coração. Há uma carência enorme no Interior, segundo avaliam.

Meta
Por esse motivo, a meta preliminar do Hospital do Coração será o atendimento de 1.200 consultas e realização de 150 seções de cateterismo por mês. Entretanto, o complexo cardiológico terá capacidade para atender muito mais. O objetivo é atender a demanda pelo serviço de toda a região Centro do Estado.

O centro de cardiologia possui 56 leitos de enfermaria, 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), oito semi-intensivos. O corpo médico será auxiliado por 100 profissionais da saúde. Resta apenas instalar o equipamento de exame de cateterismo. Este deverá chegar ao Hospital do Coração tão logo o credenciamento do SUS seja concretizado. "Como a máquina foi adquirida pela importância de R$ 700 mil e o prazo de garantia começa a contar a partir do momento da instalação, foi melhor aguardar o sinal verde das secretarias de Saúde do Estado e do Município. A canalização dos recursos do Ministério da Saúde, para ressarcimento das despesas é feita através dos dois órgãos", explicou Ricardo Silveira.

Os cardiologistas elogiam a sensibilidade da Diocese de Quixadá, tendo como seu atual representante dom Ângelo Pignoli, e também a Irmã Ana Maria e o bispo emérito, dom Adélio Tomasin, em apoiar a implantação do Hospital do Coração.

Representando o HMJMJ, mantido pela Diocese, o diretor geral, Marciano Sousa, considera a iniciativa importante passo para a melhoria da qualidade de vida dos mais necessitados. Ele reconhece o infarto como um problema de saúde pública e quanto mais distante dos hospitais especializados, mais difícil de sobreviver quando o coração é seriamente afetado.

Mais informações:
Hospital do Coração de Quixadá
Av. Francisco Pinheiro de Almeida, 2268 - Centro
Sertão Central
Telefone: (88) 3412.2281

COLABORADOR  ALEX PIMENTEL

Fonte: Diário do Nordeste-Regional